Seguro de automóvel: o que preciso saber!
publicado em 18/03/2011

Para contratar um seguro de veículo é preciso antes analisar o seu perfil de condutor. Dessa forma é que pode ser escolhido o tipo de cobertura do seguro mais adequado a você.


Seguro cobre enchentes e alagamentos?
Os seguros de automóveis podem proteger contra roubos, incêndios, acidentes e até contra eventos naturais como enchentes, quedas de árvore, ventanias e deslizamentos. Para tanto, basta o seguro ter cobertura total.



Seguros variam muito
Os seguros de carro podem variar de um para o outro, de acordo com a seguradora, preço da apólices, proteções oferecidas e serviços opcionais. Portanto você deve procurar um corretor ou mais de um, para poder comparar todas as opções possíveis e escolher a melhor para você e seu bolso.

Tipo de coberturas e proteções
Uma apólice de seguros oferece mais de um tipo de cobertura e proteção. Saiba o que cada um significa.


1.Indenização por danos Materiais/Corporais a terceiros
A material garante que se você for o culpado por bater em carro de outra pessoa ou num muro de uma residência, por exemplo, a seguradora vai pagar o conserto do veículo dessa outra pessoa ou o conserto do muro. A Corporal ou Pessoal vai pagar indenizações caso você machuque ou mate alguém. Essa indenização vai para a vítima ou para seus herdeiros.

2.Valor da apólice
É a quantia máxima da indenização que a seguradora vai pagar pelo dano. É importante dizer que, se o valor da apólice contratada por danos materiais for de 50 mil reais e os danos causados em um acidente ultrapassar esse valor, você paga a diferença.

3.Indenização por Danos Morais
É um tipo de cobertura nova em que as seguradoras garantem a indenização de ações judiciais e extrajudiciais em que o segurado seja condenado. É uma cobertura complementar à indenização por Danos Pessoais. Nem todos os seguros oferecem esse tipo de cobertura.

4.Carro Reserva
Só vale para carro de passeio e se no acidente o carro sofrer danos parciais, pagando-se a franquia ou dando perda total. O número de dias contratados vale para a vigência total do seguro.

5.Território do seguro
A grande parte dos seguros oferecem cobertura somente no território nacional e alguns vão além, cobrindo países do MERCOSUL. Se o condutor for viajar para algum destes países é obrigatório a contratação do seguro "Carta Verde" que cobre diversas situações e tem prazo máximo de um ano de vigência.

6.Perda total
A cobertura de perda total do veículo acontece quando o valor do conserto custa mais que 75% do preço do carro ou em caso de roubo. O condutor será indenizado de acordo com o valor contratado na apólice e de acordo com uma, de duas modalidades: "valor de mercado referenciado" ou "valor determinado".

Na primeira modalidade a indenização será determinada por uma porcentagem do valor do carro da tabela FIPE. Essa porcentagem é definida no contrato e pode chegar a 100% do valor do carro ou mais. É o tipo mais comum. Na segunda modalidade, menos comum e mais cara, o valor da indenização já é definida por contrato, independente do valor do carro. No estado de Goiás é obrigatório que a indenização aconteça na modalidade "valor determinado".

7. Agravamento de risco
Para o segurado receber sem problemas a indenização é importante o mesmo não expor-se ao que é chamado de "agravamento de risco". Isso acontece quando o condutor expõe o carro a riscos, por exemplo, quando tenta passar por uma rua inundada ou quando não obedece a regras do trânsito.

Na conversa com o corretor procure saber de todos os detalhes de cada cobertura e tire todas as dúvidas. Há situações de exceção que não são cobertas de nenhuma maneira pelo seguro, por exemplo, quando alguém morre por causa de enchente, a vítima não é indenizada. Isso acontece porque a causa da morte é considerada a enchente e não o carro.
Compartilhe esta notícia: