Manutenção: saiba avaliar o momento da troca óleo
publicado em 29/07/2009


Quem define o período para a troca de óleo não é o fabricante do óleo e sim a montadora do veículo. As montadoras definem a periodicidade para a troca de óleo baseada em ensaios de durabilidade efetuados em campo e em laboratórios.

Esta periodicidade é válida tanto para óleo mineral como para os sintéticos e a mesma varia de acordo com o regime de utilização do veículo. No momento de se realizar a troca, é muito importante levar em consideração, além da recomendação do fabricante as condições de operação do veículo, pois as mesmas é que definirão o período correto para a próxima troca. Por isso, alguns veículos necessitam de trocas de óleo mais freqüentes pois operam em condições que exigem mais dos motores.

Veja algumas dessas condições:

- dirigir predominantemente em transito urbano ou intenso;
- dirigir em altas velocidades;
- períodos longos com o carro parado (ex.: utilizar somente em fins de semana);
- períodos com o carro parado seguidos por avanços em alta velocidade (como taxis, carros de polícia / bombeiros);
- viajar distâncias curtas frequentemente, abaixo de 6 km, e parar o veículo;
- dirigir frequentemente sob neblina, chuva ou ar poluído;
- operar o veículo como reboque (trailers, carretas, etc.);
- operar o veículo sem a manutenção regular recomendada pelo fabricante (motor desregulado, filtros sujos ou parcialmente entupidos, etc.)


fonte: Castrol
 

Compartilhe esta notícia: