"Sai do carro, é um assalto!". O que fazer nessa hora?
publicado em 22/02/2011


Nunca se falou tanto em violência e em como combatê-la. Ultimamente, a sensação de insegurança está presente na vida de todos. As pessoas mudam de itinerário, evitam sair à noite, colocam grades e alarmes em suas casas, instalam localizadores em seus automóveis e monitoram os filhos por celular. A violência já faz parte do cotidiano das pessoas que passam a assistir aos crimes como um fato inevitável.

O que as pessoas esquecem é que existem condutas que, quando seguidas, ajudam a diminuir a violência. As estatísticas provam que o número de vítimas tem aumentado progressivamente. As pessoas estão cada vez mais imprudentes e os criminosos cada vez mais ousados.

“Os números são altos e assustam, justamente porque só revelam as vítimas que denunciaram o crime”, diz Carlos Alberto Meirelles, Delegado de Polícia da 19ª DP da Tijuca, no Rio de Janeiro. Segundo ele, existem alguns comportamentos que devem ser evitados, como:

1 - Não fique dentro do carro parado conversando ou esperando alguém.

2 - Preste atenção às duplas de moto. Atualmente, muitos motoristas e até pedestres são abordados em seus carros por assaltantes de moto que rapidamente fogem sem deixar pista.

3 - Tome cuidado ao chegar em casa. Ao se aproximar de sua garagem, observe se há suspeitos nas proximidades ou até mesmo escondidos atrás de carros, postes, árvores e esquinas. Se notar alguém suspeito, dê algumas voltas antes de entrar em casa e só estacione se tiver certeza de estar seguro.

4 - Fique atento às falsas blits. Elas costumam acontecer próximo às comunidades carentes.

5 - Escolha sempre a pista da direita. A aproximação é mais comum do lado esquerdo, onde é mais fácil alcançar o motorista e fugir.

6 - Calcule o tempo e a velocidade para evitar parar no sinal vermelho, dando tempo para que ele abra, principalmente de madrugada.

7 - Não pare para auxiliar outros motoristas em locais isolados à noite. Em caso de acidente avise a polícia imediatamente.

8 - Procure estacionar sempre em condições de sair facilmente no caso de algum imprevisto.

9 - Use películas protetoras nos vidros do carro para dificultar sua identificação e diminuir as chances de ser escolhido pelo ladrão.

10 - Caso seja abordado, NÃO REAJA, sua vida não tem preço. Evite movimentos bruscos, e procure controlar-se, os assaltantes valem-se do fator surpresa para atacar suas vítimas e seu nervosismo poderá aumentar a tensão sob a qual eles agem e provocar uma atitude mais agressiva em seu desfavor. Guarde detalhes dos criminosos para o retrato falado e entregue o que ele exigir. Assim que o criminoso deixar o local, registre a ocorrência em uma Delegacia de Polícia.

Lembre-se que o suspeito nem sempre tem cara de suspeito, mas uma coisa eles têm em comum: o mesmo reflexo condicionado. Ficam olhando em volta, nervosos. Quando vem pela frente, andam lentamente e tentam passar a impressão de que não irão em sua direção. Quando vem por trás, tentam ficar num ângulo em que seu retrovisor não possa mostrar.


fonte: Sul América

Compartilhe esta notícia: