O que considerar na hora de comprar um carro?
publicado em 21/08/2015

Com a produção de veículos em queda e a economia em recessão, o que devemos considerar importante na compra de um carro?


Não se deixe levar pela propaganda
Hoje estamos assistindo uma enxurrada de propagandas na TV sobre promoções e financiamentos especiais para carros novos, prometendo até parcelamento com juros zero. O que deve ser considerado um bom negócio para o consumidor?

Primeira regra
A primeira regra básica para quem vai comprar um carro e não pode jogar dinheiro fora é perguntar a si mesmo se é mais negócio comprar um carro novo ou um carro usado.

Fator desvalorização
Como carro é um bem que desvaloriza, comprar um usado acaba sendo melhor negócio. Uma maior desvalorização acontece num primeiro período, e nos anos seguintes a tendência é que o preço desvalorize menos até que se estabilize.

Quem compra um carro usado após esse período de maior desvalorização, que ocorre geralmente nos três primeiros anos, pega um carro semi-novo, não muito rodado e com preço mais acessível comparado aos valores abusivos de um zero-quilômetro.

Entrada e parcelas
Outra coisa para considerar é o valor da entrada do financiamento, ao invés da quantidade de parcelas. Muita gente compra carro às cegas, só porque conseguiu inúmeras prestações, à perder de vista. Resultado: fica com orçamento comprometido durante longo tempo, pagando dois carros e levando um.

Se você está com pouco dinheiro para a entrada, junte mais dinheiro. Quanto maior a entrada, menor os juros do financiamento, podendo chegar a 0% se a entrada chegar a 60% do preço do carro, caso da compra de um novo.

Seu orçamento e outras despesas do carro
Quando for comprar um veículo, não esqueça que ter um carro não é só pagar entrada e parcelas. Seu orçamento deve também suportar outras despesas que um veículo requer e que variam de modelo para modelo: manutenção, consumo de combustível, IPVA, seguro, licenciamento... Fora despesas com limpeza, estacionamento e possíveis multas. "Ter um carro é sustentar outra família", já dizia o ditado!

Às vezes é preciso abrir mão do carro dos sonhos
Se você tem uma bela grana para comprar aquele "carrão" exclusivo, que poucas pessoas têm, mas seu orçamento mensal não suporta o alto custo que esse modelo acarreta, é melhor comprar aquele popular que quase todo mundo tem e viver sossegado.

Veja outras dicas na hora de comprar um carro:
- Prazo de pagamento: o número de prestações deve ser o menor possível.
- Tarifas: saiba todas as taxas e comissões envolvidas na compra. Não aceite pagar tarifas de cadastro, proibidas por lei.
- Documentação: reserve uma quantia para despesas extras, como, por exemplo, documentação, IPVA e valor do seguro.
- Não compre por impulso, seja racional: não leve parentes que te levem a comprar o carro pelo lado emocional.

Compartilhe esta notícia: