Está na hora de comprar pneus novos?
publicado em 15/06/2010


O desgaste máximo do pneu (limite de segurança) é de 1.6 mm de profundidade dos sulcos. Abaixo dessa medida, o pneu já passa a ser considerado "careca". A resolução do Contran 558/80 estabelece que trafegar com pneus abaixo do limite é ilegal e o veículo pode ser apreendido. Além disso, há os sérios riscos que esta situação pode ocasionar, tais como:


1 - Aumento da propensão de derrapagens laterais, mesmo em pista seca;
2 - O espaço necessário para frenagem aumenta, mesmo em pista seca;
3 - Falta de drenagem adequada de água, causando grande instabilidade em pistas molhadas;
4 - Aumento do risco de estouros.

Os pneus vêm com ressaltos na base dos sulcos para indicar o limite de segurança sem ter que se usar um medidor. Basta vistoriar bem o pneu periodicamente.

É possível determinar a quilometragem dos pneus?

Os pneus sofrem várias influências externas que afetam a sua durabilidade, uma vez que é o único elo entre o veículo e o solo. As principais variáveis são:

1 - As próprias características geométricas originais do veículo;
2 - O estado de manutenção dos parâmetros de geometria e da suspensão do veículo;
3 - O tipo de estradas ou pisos (revestimentos), por onde trafega habitualmente (variando a abrasividade);
4 - O tipo de condução: motoristas mais esportivos lixam seus pneus mais rapidamente que os motoristas mais conservadores;
5 - A temperatura do piso e do ambiente tem uma influência direta no consumo da borracha;
6 - A carga e a velocidade habituais também fazem variar a durabilidade dos pneus.

Em geral, os fabricantes que oferecem uma garantia mínima de quilometragem o fazem considerando um uso padrão e com uma margem de risco calculada, pois é praticamente impossível prever a durabilidade de um pneu frente a todas as variáveis envolvidas.

Pode-se utilizar medidas diferentes das originais de fábrica?

No desenvolvimento de um veículo, o fabricante realiza vários testes para determinar as melhores condições de uso do veículo, considerando fatores como estabilidade, segurança, dirigibilidade etc. Portanto, não recomendamos o uso de pneus com medidas, pressões, índice de carga e velocidade distintas da indicada pela montadora.


fonte: Bridgestone
 


 

Compartilhe esta notícia: