Matérias sobre Marcas e Modelos - Honda
border



Honda lança as versões Flex do New Civic e Fit
publicado em 12/12/2006

 
 
 
 
Veja preço deste Honda New Civic
 

A Honda Automóveis do Brasil apresenta as versões flexíveis do sedã New Civic e do monovolume Honda Fit, que podem utilizar álcool, gasolina ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção.

A exclusiva tecnologia desenvolvida em conjunto com a Honda Motor Co. do Japão, conta com o subtanque de partida a frio isolado e injetores de combustível específicos, equilibrando alta performance e baixo consumo de combustível com grande eficiência. Diferentemente do usual, o subtanque para armazenamento da gasolina da partida a frio não está situado no mesmo compartimento do motor, mas em posição diferenciada: abaixo da coluna A, no pára-lama dianteiro direito.

A inédita localização traz inúmeros benefícios ao consumidor, que poderá optar pelo New Civic Flex em todas as versões (exceto LX AT destinada a Portadores de Necessidades Especiais) e ainda contará com a opção somente a gasolina. Da mesma forma, o Honda Fit continuará com todas as versões movidas a gasolina e tecnologia flexível para as versões LX MT e LXL MT. Ambos apresentam na traseira o emblema “Flex” (Imagem 2).

Inicialmente, 33% da produção do New Civic e 28% do Honda Fit fabricados na Unidade Sumaré (SP) serão versões com motores bicombustíveis. Porém, esses números podem oscilar de acordo com a demanda do mercado.

Segurança no abastecimento
Estrategicamente posicionado fora do compartimento do motor, o subtanque de partida a frio foi concebido sob a premissa de trazer mais segurança aos ocupantes do veículo. Longe de fontes de calor e partes quentes do motor, o reservatório não propaga vapor de gasolina (altamente inflamável) junto a esses locais, eliminando o risco de um incêndio. Em caso de falha do profissional encarregado de completar o combustível no tanque para partida a frio, por exemplo, a gasolina escorreria em local não nocivo (Imagem 3).

Também para evitar inconvenientes, como vazamentos, a Honda projetou um bocal que impede a colocação total da pistola de abastecimento, o que proporciona maior visão da quantidade de combustível já depositado, além de diversos adesivos alertando os frentistas da capacidade do compartimento, que é de 700 ml.

A Honda adotou, ainda, uma válvula de segurança na tampa do subtanque e uma linha de alívio de vapores que possui o mesmo rigor tecnológico de ventilação do tanque principal. Este sistema ventila o reservatório e reaproveita os vapores de combustível enviando-os para serem consumidos pelo motor.

Protegido por duas chapas de aço naval de alta tensão com 5 mm de espessura cada, o reservatório está resguardado em caso de colisões.

Eficiência em qualquer condição
O sistema com tecnologia flexível projetado pela Honda assegura o perfeito funcionamento do motor em qualquer temperatura e condição de umidade do ar, independentemente do aquecimento do propulsor.

Para isso, foram instalados quatro bicos injetores adicionais exclusivos que pulverizam gasolina a cada partida.

Mesmo que as condições de temperatura e aquecimento do motor permitam o acionamento da ignição apenas com o uso de álcool (caso o veículo esteja com 100% desse combustível no tanque), o sistema injeta ainda assim uma pequena quantidade de gasolina para que o combustível do subtanque seja gradualmente consumido e não perca suas propriedades, prejudicando o motor ao ser utilizado.

Já, quando o sistema identifica uma quantidade de álcool superior a 50% em baixa temperatura, maiores quantidades de gasolina são injetadas a fim de colocar o motor em funcionamento.

Para obter perfeito equilíbrio entre potência e consumo de combustível, a Honda optou por manter a potência do New Civic em 140 cv na utilização de álcool e 138 cv quando for apenas gasolina. O Honda Fit Flex permanece com 80 cv quando abastecido com gasolina e tem a potência elevada para 83 cv caso 100% do tanque esteja abastecido com álcool.

Conforto
Outras vantagens do sistema são o conforto e a conveniência. Não é preciso abrir o capô para abastecer o reservatório, e o isolamento minimiza a possibilidade da passagem de odor de gasolina para o interior da cabine.

Para liberar o subtanque para o abastecimento, foi instalada uma alavanca exclusiva abaixo do volante, à esquerda, facilitando o acesso para o motorista e fazendo com que somente ele autorize a abertura do compartimento. Isso previne, ainda, que haja confusão por parte do frentista com o tanque principal.

Para alertar o motorista o momento de reabastecer o compartimento, uma luz de alerta se acende no lado direito do painel, ao lado do marcador digital de velocidade, quando há 20% da capacidade total de gasolina no reservatório.

fonte: Honda

 


Matérias Relacionadas:


Novo Honda Civic 2015 chega a partir de R$ 65.890
Honda lança linha 2015 do sedã Civic com atualização visual em uma das versões.

Honda mostra o novo Civic Hatch europeu 2014
O novo Honda Civic Hatch chega ao mercado europeu em 2014. Veja as novidades do modelo.

Recalls: Ford Fusion, Honda Fit e Honda Civic
Ford e Honda estão convocando proprietários para inspeção dos modelos Fusion 2013, Honda Fit produzidos de 2003 a 2008 e Honda Civic 2006.

Honda Civic leva pontuação máxima em teste de segurança nos EUA
O Honda Civic ganha nota máxima em teste de segurança nos Estados Unidos.

Honda Civic e CR-V antigos precisam substituir airbag
Honda faz recall de 23.352 veículos, dos modelos Civic e Honda CR-V antigos, por causa de airbag.

Honda lança Civic 2014 com novidades
Honda divulga preços e novidades da nova linha Civic 2014. Confira.

Novo Honda Civic hatch europeu se daria bem no Brasil?
Conheça o novo Civic hatch europeu. Seu período de desenvolvimento durou mais de quatro anos.



MotorClube
no Google+

Faça seu comentário ou opinião: