Diminuição nas vendas suspende aumento de IPI
publicado em 16/07/2014

A queda na venda de veículos novos no primeiro semestre de 2014 levou o Governo a impedir o novo aumento do IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados - que estava agendado para este mês de julho.

Segundo a Fenabrave a queda nas vendas foi de 7,3 %, comparado ao mesmo período do ano anterior. Foram vendidos 1.582.634 carros e comerciais leves entre janeiro e junho desse ano, contra 1.707.780 unidades do ano passado.


Novo VW Golf 2015
1024x768  1280x1024  1600x1200
VW Gol Rallye 2015
1024x768  1280x1024  1600x1200


Os motivos da dimunuição nas vendas foram vários: aumento do IPI em janeiro; a alta dos juros e a dificuldade maior para conseguir crédito; aumentos nos preços dos carros por causa da adoção de airbag e freios ABS; e por fim a Copa do Mundo.

O evento mundial esportivo prejudicou as vendas por causa nos vários feriados e do grande interresse do público em todos os jogos, afastando a clientela das lojas.


Com a nova medida, o IPI para carros novos continua sem mudanças até dezembro desse ano. Os modelos utilitários continuam com IPI em 2%. Os carros com motor 1.0 flex ficam com IPI em 3%. Os veículos com motores flex entre 1.0 e 2.0 litros permanecem com IPI de 9% e os modelos a gasolina com motores entre 1.0 e 2.0 continuam com a taxa em 10%.


Governo suspende aumento de IPI

Aumento nos preços e queda nas vendas adia aumento do IPI para carros novos


Compartilhe esta notícia: