7 Dicas fundamentais na hora de trocar ou renovar o seguro do seu carrol!
publicado em 01/03/2008


Está pensando em renovar ou  trocar de seguradora? Quais os cuidados fundamentais? Leoncio de Arruda, presidente do Sincor-SP (Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado de São Paulo) dá algumas dicas.

1 - Quando renovar o seguro? O consumidor nunca deve deixar para a última hora a renovação de seu seguro de automóvel. Caso isso aconteça, corre-se o risco de ter de fazer uma nova vistoria e ficar sem cobertura entre a data de término da vigência da antiga apólice e a data de início da nova apólice.

2 - O que verificar na hora da renovação? Deve verificar também se não houve mudança no risco, ou seja, novos condutores (o filho acaba de completar 18 anos e começar a pegar o carro do pai); novo proprietário do veículo; mudança de endereço; mudança de comportamento (o carro anteriormente ‘dormia’ na rua), etc.

3 - Como não perder prazo? Para não perder prazo na época da renovação ou não tomar um susto na hora de renovar o seguro, a melhor opção é procurar seu corretor de seguros que deverá esclarecer antes do término da apólice atual todas as dúvidas; apresentar no mínimo três orçamentos de seguradoras diferentes; ressaltar a relação custo/benefício.

4 - E se o seguro aumentar? No caso do aumento do prêmio, o valor que será pago pelo segurado, o corretor deve explicar com argumentos verdadeiros o porquê do aumento.

5 - Devo pedir desconto? Quem determina preço no contrato não é corretor de seguros e sim a seguradora. Ao apresentar a proposta ao cliente, o corretor já deve ter pedido desconto junto à Companhia de Seguros. Não existe uma proporção de diminuição de prêmio, com a desvalorização do veículo de um ano para o outro. O corretor tem que esclarecer isso ao segurado, informando, por exemplo, que o custos de reparos de mão-de-obra de mecânica e funilaria de um veículo são os mesmos para um veículo zero quilômetro ou usado, o mesmo ocorrendo com a reposição de peças originais e mão-de-obra mecânica;

6 - Se houver aumento, o que fazer? A dura realidade é que na maioria dos casos, o valor do seguro vai aumentar. A única maneira do preço não ficar mais caro do que no ano anterior é em função do bônus, pontos que o segurado ganha de um ano para o outro por conta da mudança do perfil do motorista e segurados (o valor do seguro é maior para uma pessoa de 25 anos do que para uma de 35); pernoite (o carro passa a ficar em estacionamento durante a noite); mudança de endereço (em São Paulo, a zona leste é a região onde há mais roubos de carros).

7 - Qual a hora de mudar de seguradora e de corretor? - No momento da renovação do seguro!

Conheça os termos utilizados no mundo dos seguros:
1 - Prêmio: ao contrário do que a maioria das pessoas imagina, o termo não se refere ao valor que você recebe, mas sim ao valor que você paga para a seguradora para que esta lhe garanta o pagamento da indenização especificada no contrato. O prêmio é estipulado com base em um percentual do risco que você pretende cobrir, isto é, da importância segurada.

2 - Sinistro: um dos termos mais importantes no setor de seguros é o sinistro. O termo reflete a ocorrência do risco previsto no contrato de seguro, isto é, no caso de seguro de carro, implica no roubo do carro, ou acidente envolvendo o veículo.

3 - Franquia: o termo reflete a parcela da indenização que fica a cargo do segurado, isto é, quanto você tem que pagar para ter direito ao recebimento da indenização. Desta forma, não é difícil entender que, quanto maior a franquia estabelecida no contrato, menor é o risco da seguradora, pois você está pagando uma parte maior da indenização, e conseqüentemente, menor deve ser o valor do prêmio que você terá de pagar.

4 - Proposta, contrato e apólice: Na maioria das vezes estes três termos são usados como se fossem sinônimos, o que não é verdade. A proposta é o documento preenchido pelo corretor ou segurado onde se estabelecem as condições do cliente e propostas da seguradora. Já o contrato formaliza as obrigações das duas partes envolvidas, segurado e seguradora.

A apólice é, na verdade, o documento mais importante na hora em que se contrata um seguro. A emissão da apólice implica na aceitação da proposta e do contrato de seguro por parte da seguradora. Assim que receber a proposta, a seguradora tem 15 dias para emitir a apólice, que tem como objetivo exprimir de forma concisa e sucinta os principais tópicos cobertos pelo contrato.


Este artigo é um oferecimento do Centro de Treinamento da Mecânica Online:

 

Compartilhe esta notícia: